Micro emissor de FM

Este emissor de FM é de uma grande qualidade quanto à concepção do circuito impresso e à escolha dos componentes.

 

Princípio de funcionamento

Figura 1 - Esquema do emissor

 

Da análise do esquema sobressai uma particularidade raramente utilizada nos microfones espiões clássicos, e que se refere à existência de um amplificador de antena acoplado por um transformador L1 adaptado para a frequência utilizada.

A vantagem é dupla, garantir um nível de saída suficiente para a obtenção de uma portadora razoável, e oferecer uma sensibilidade às variações de cargas no transformador L2 pela antena.

Na realidade, qualquer que seja a sua largura, a frequência do oscilador não varia. O funcionamento é simples; três transístores permitem realizar os andares fundamentais que compõem este emissor.

O primeiro transístor serve de modulador e de pré-amplificador de BF; as fracas variações sonoras induzidas no microfone originam no colector de T1 um sinal com uma amplitude suficiente a fim de excitar o oscilador de FM.

No entanto, o nível de modulação poderá ajustar-se com o auxílio da resistência ajustável RA. Através do condensador C10, o sinal sonoro é aplicado à base do transístor T2 a fim de realizar a variação da capacidade base-colector que, por sua vez, modifica o ritmo produzido pelo oscilador.

A variação da corrente de base modifica a corrente do colector e, consequentemente, a capacidade base-colector. O modelo do transístor é o BF199 bem conhecido pelo seu comportamento em HF, obtendo a oscilação por intermédio da rede sintonizada pelo condensador C2 e pela indutância blindada L1.

A sua manutenção deve-se ao condensador C1 aos terminais do qual existe uma tensão em fase com a tensão do colector. Esta encontra-se no emissor de T2 para manter a oscilação na frequência f0 fixada pelo núcleo de L1. O transístor T3 amplifica a tensão de HF produzida por T2 afim de a aplicar à antena através do transformador L2.

 

Realização prática

Figura 2 - Traçado do circuito impresso

Figura 3 - Implantação dos componentes

 

Com o auxílio da figura relativa à implantação dos componentes, a montagem não apresenta nenhuma dificuldade. No caso de alguns componentes, foram previstos furos suplementares para implantar diferentes modelos.

Montam-se as resistências, o ajustável RA, os condensadores C1 a C8, os transístores, as bobines L1 e L2 (atenção às cores), os condensadores polarizados C9 e C10, o microfone (o terminal ligado à parte metálica e o outro assinalado com o ponto M), e liga-se a pilha com um fio vermelho ao "+" e um fio preto ao "-". Liga-se uma antena ao ponto A ou solda-se um fio condutor com pelo menos 50 cm.

 

Ensaio

Verifica-se a montagem cuidadosamente e, em especial, comprova-se o estado das soldaduras.

Regula-se o ajustável para a posição média, liga-se uma pilha de 9V à tomada respectiva e procede-se às regulações. Procura-se um espaço livre na banda de FM de um receptor de rádio (onde se deve ouvir sopro) e, com o auxilio de uma pequena chave de parafusos (de preferência de plástico), selecciona-se a frequência do emissor ajustando a bobine L1.

A regulação da bobine L2 permite obter uma portadora óptima. O ajustável RA regula a sensibilidade do microfone.

 

Lista de material

Resistências 1/2W ±5%

 

Condensadores

 

Semicondutores

 

Diversos

Página Inicial